Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Lisboa

sábado, 29 de novembro de 2008

Olhos no céu

Quando o Senhor Patriarca me pediu que viesse para pároco de Nossa Senhora de Fátima fui assaltado por muitos sentimentos, alguns contraditórios, por sinal.
Uma das coisas que me causava alguma apreensão era saber como é que me iria dar com os ares da cidade: tenho uma costela claustrofóbica e sempre me vi mais como uma “galinha de campo que não quer capoeira”…
À partida gosto da cidade para visitar. Mas para viver… as reticências avolumam-se.
Foi por isso com alguma surpresa que me senti aqui tão bem, sem sentir aquela falta de ar que a princípio imaginava que se iria apoderar de mim…
Aqui há dias percebi porquê.
Tenho a felicidade de viver num 4º andar, de não estar rodeado de prédios muito altos, de ter um horizonte vasto, cheio de árvores ao meu redor… quase nem parece cidade.
Mas, o que é mais importante, no meio disto tudo, é que daqui posso ver claramente o céu!...
(ainda por cima, nestes dias, embora frios, quase sempre cheio de sol…)
E, de facto, na nossa vida tudo é diferente quando os horizontes deixam de ser estreitos e limitados e, acima de tudo, quando conseguimos elevar o olhar e ver o céu!

Durante este tempo de Advento a Igreja vai-nos convidar a pôr os olhos no céu, a olhar para o alto, na certeza de que quando isso acontece tudo se torna mais claro e luminoso na nossa vida.
Convida-nos a olhar o céu na esperança de que ele se abra para nós e apareça a salvação.
O Cristo que está no meio de nós, vem mais uma vez.
E nós vivemos da expectativa ansiosa de que Ele um dia seja tudo em todos!

Pe. Luís Alberto

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial